Berinjela – Leonardo da Vinci

Quando eu tinha 11 ou 12 anos, minha mãe me levou pela primeira vez à Livraria Leonardo da Vinci, paraíso no Edifício Marquês do Herval, na Avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro. Era o melhor lugar da cidade para comprar livros em outras línguas, particularmente de História, em francês. Ao longo do ano passado, a livraria foi fechando. O assunto foi objeto de numerosos artigos na imprensa, pois a livraria era uma instituição. A Leonardo reabriu há pouco, como uma nova livraria, de livros em português. O espaço foi totalmente modificado. A antiga Leonardo da Vinci era um dédalo; a nova versão é uma sala retangular, arejada. É uma boa livraria e merece dar certo. Há um café, também bom (recomendo o bolo de aipim)

Mas onde entra a berinjela? Não há no café. Na verdade, é com maiúscula. Em frente à Leonardo da Vinci há, faz alguns anos, um sebo excelente, chamado Berinjela. Em um recinto relativamente pequeno, podem ser encontrados tesouros. Nunca saí de lá de mãos vazias. Os funcionários são sempre simpáticos e prestativos.

Em minha mais recente incursão à Berinjela, saí com o botim abaixo. Deixo vocês sonharem com os cinco títulos. Serão comentados posteriormente.

Direi aqui apenas que Proust e Napoleão são, desde sempre, duas fontes constantes de interesse para mim. Sobre Aron, Baudelaire e Sartre, nada anteciparei por enquanto…

https://www.facebook.com/livraria-berinjela-186737728043994/?ref=page_internal

https://www.facebook.com/livrarialeonardodavinci/#

3 comentários sobre “Berinjela – Leonardo da Vinci

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s